As necessidades de cada loja online vão variar de acordo com o segmento e o tamanho da operação, mas trouxemos aqui algumas estruturas que você precisa considerar:

Plataforma de e-commerce: sempre recomendamos que as lojas sejam implantadas dentro de alguma plataforma. O uso de plataforma traz mais facilidades e segurança para sua loja, principalmente quanto a segurança dos dados.

Gateways de Pagamento: ele funciona como um intermediador nos pagamentos e permite que toda a transação seja realizada dentro do próprio site. Eles dão mais independência ao lojista, que pode escolher com quais formas de pagamento quer trabalhar. Existem diversos gateways disponíveis, cada um com suas taxas e formas de pagamento.

Antifraude: ter um sistema antifraude é bem importante para identificar transações suspeitas e evitar golpes no seu e-commerce. Através da inteligência artificial, o sistema analisa os dados de navegação de cada usuário e bloqueia a transação, caso identifique um comportamento fora do padrão.

ERP: ter um sistema de gestão é de grande ajuda para integrar todas as áreas: catálogo, estoque, pagamento e pedido.

Transportadoras: além das opções dos Correios, é indicado pesquisar por opções de transportadoras para verificar a melhor alternativa para sua região.

Agência para suporte: pode ser que você não vá precisar de uma agência o tempo todo, mas é recomendado buscar uma agência especializada que possa te ajudar em tarefas específicas, como a implantação do site ou alguma grande mudança na loja.

Nós apresentamos aqui 6 pontos importantes que devem ser estudados na hora de criar ou evoluir o seu e-commerce, mas lembramos que cada operação tem suas particularidades.  Então, a nossa sugestão é que você pesquise as opções existentes no mercado e identifique quais são as suas principais necessidades.